Blogue Patrocinado Por

Blogue Patrocinado Por

sábado, 21 de outubro de 2017

Hummus, pasta de Grão de Bico...

Aqueles almoços que são agendados em cima da hora, mas mesmo assim querem que seja surpreendente? Aquelas entradinhas que queremos que agradem a todos e que sejam rápidas, fáceis e com aproveitamentos/ingredientes que temos ali mesmo à mão e a pedirem para serem usados? 
Esta é uma sugestão que é absolutamente deliciosa! 
E ainda podem fazer sobre o olhar dos que vão almoçar convosco que ficam surpreendidos mais ainda pela sua simplicidade...não se admirem com a observação: "É só isto? A sério que só leva esses ingredientes e é tãoooo bom?" Pois, é assim mesmo!
E com ela, o vosso almoço vai ser inesquecível para aqueles que vos acompanharem nesta degustação!
Hummus, em hebraico significa “Grão-de-Bico”, é um prato típico da culinária israeliano feito à base de grão de bico cozido, triturado e depois temperado.
É rico em proteínas, ferro e fibras, normalmente é servido com Pão Pita. Mas pode também ser servido com pedaços de aipo, cenoura, pepino ou consumido em pequenas Crackies de Milho, da CAÇAROLA, já que são uma delícia.
Para fazer o Hummus, também conhecido como pasta de grão de bico, basta ter em casa o dito cujo, limão, alho, azeite, sal e pimenta.
Existem várias variações desta receita, algumas incluem Abacate para o deixar mais cremoso, outras Beterraba para ficar mais nutritiva e com uma cor mais bonita. Também existe a versão com tomate seco, este deve ser colocado no momento de triturar e é igualmente delicioso.


Ingredientes:
350g de Grão de Bico cozido
2 dentes de alho
15ml de Sumo de Limão
1c. café de Sal Gourmet Bouquet de Pimentas,q.b. SALINAS CORREDOR DO SOL
(podem adicionar Sal e pimenta moída em substituição do que recomendo)
30ml de Azeite
Beterraba cozida

Preparação:
1. Colocar o Grão de Bico, cozido, no copo acrescentando todos os demais ingredientes: o azeite, os dentes de alhos, o sumo de limão, o sal. 


Triturar tudo até ficar homogéneo.
Vel.5/5Seg. Baixar com a espátula e repetir até ficar bem desfeito.


Depois programar 1Min./Vel.3.
2. Quando estiver bem cremoso, transferir para um recipiente e reservar no frigorífico.
(Podem servir de imediato, mas se for alguns Min. aos congelador, gelado fica perfeito!)

 
3. Se quiserem fazer outra versão, Hummus de Beterraba:
3.1. Deverão adicionar aos ingredientes acima mencionados a Beterraba e triturar.
Fácil!


Dicas:
1. Acrescentar um fio de azeite ao servir e polvilhar com ervas aromáticas a gosto.
2. Usei Manjericão, Aroma Alentejo
3. Se utilizarem Grão de Bico seco, deverão deixar o Grão de Bico de molho na água, no mínimo 6H, isso tornará mais rápida a cozedura.
Deixar cozinhar até ficarem macios.





terça-feira, 17 de outubro de 2017

Pão de Água...

Todos os pães levam água e este também, mas devido à quantidade usada faz com que o seu nome seja: Pão de Água, pois é este um dos ingredientes principais, ou seja, aquele que na sua composição, para além da farinha mais quantidade é adicionada.
Diferente...com um aspeto característico, que no momento em que é fatiado exibe bolhas, alvéolos, graças à hidratação da mistura farinha em água.
A massa não é compacta, é mais para o mole tornando-a mais fácil de moldar...
É um Pão muitoooo saboroso, ou não fosse ele um pão caseiro.
A receita foi tirada do novo livro Bimby: A Bimby faz, a qual deixo aqui para vós.
Apenas tive uma dúvida: manteiga ou compota para acompanhar?
Decidi-me pela Manteiga!


Ingredientes:
550ml água
720g Farinha T65, mais q.b para polvilhar
7g fermento seco em pó, FERMIPAN
Sal, Salinas CORREDOR DO SOL q.b.
Preparação:
1. Deitar no copo a água e a farinha.
Misturar 20Seg./Vel.6.
Deixar hidratar cerca de 40Min.
2. Adicionar o fermento e o sal.
Amassar 6Min./Vel.Espiga.
3. Retirar do copo e colocar o preparado num recipiente e deixar levedar até que dobre de volume.
4. Após esse período de levedação, polvilhar a bancada com farinha, dar a forma desejada sem amassar.
Podem também deixar no frigorífico até 24h. Se assim fizerem deverão retirar 30Min. antes da cozedura e deixar a massa a temperatura ambiente, antes da ida ao forno.
No livro A Bimby faz, aconselha a dobrar 1/3 da massa sobre si própria e entalar por baixo.
Não fiz!
5. Pré-aquecer o forno a 250º
6. Colocar o Pão, num tabuleiro polvilhado com bastante farinha.
7. Fazer um corte a meio com uma lâmina ou faca bem afiada, mas só superficial.
8. Baixar a temperatura do forno para os 200º, colocar o Pão no forno e deixar cozer.
No livro A Bimby faz, aconselha cozer a 250º cerca de 55Min.Na minha opinião acho muito! Deixei apenas 30Min. a 200º e ficou perfeito como podem ver pelas fotos.


 9. Deixar arrefecer sobre uma rede antes de servir.




Dica:
Para obter um Pão mais húmido, que se conservará por mais tempo, devem colocar no interior do forno um recipiente com água quente durante a cozedura.

Vídeo:
Pão de Água - Equipa BIMBY

domingo, 15 de outubro de 2017

Ovos Benedict...

The Eggs Benedict... que delícia!
Certezas quanto à sua origem, não há, pois são alguns os que reclamam a sua autoria.
Contudo, foi a Lemuel Benedict que atribuíram o "nascimento" destes Ovos Benedict. Ele, um corretor de bolsa aposentado de Wall Street, na esperança de encontrar uma cura para a ressaca da manhã, fez o seu próprio pedido para o pequeno-almoço e nele incluiu: "buttered toast, poached eggs, crisp bacon and a hollandaise sauce", que não era nada mais que uns ovos escalfados, toucinho ou presunto e molho holandês, numa fatia de pão tostado.
Oscar Tschirky, o maître d'hôtel, ficou tão impressionado com o pedido e com o resultado deste prato que o colocou nos menus de pequeno-almoço e almoço, dando-lhe o nome do seu cliente em forma de homenagem e foram um enorme sucesso.
Os Ovos Benedict são, hoje, mundialmente conhecidos e fazem muitas vezes parte dos Brunch, não com o intuito de curar ressacas, mas de tentar conciliar o pequeno almoço tardio com o almoço, de forma mais energética.
Ao longo dos anos, foram surgindo novas variedades com a substituição de novos ingredientes e condimentos.
Se adicionarmos salmão defumado em substituição do toucinho, dá origem ao também conhecido Eggs Royale.
Vamos à receitinha?
É que se
Outubro nos dá um domingo de Sol, temos de o aproveitar da melhor forma, e nada melhor do que um Brunch delicioso! ;)


Ingredientes:
Molho Holandês: AQUI


Ingredientes:
Ovos Benedict:
3 Ovos
3 Fatias de Pão Torrado
Tomate, laminado finamente
Toucinho fumado ou Presunto (não usei!)
Pimenta, moída, SULDOURO NAVIRES
Orégãos, AromaAlentejo

Preparação:
1. Num pequeno tacho, deitar água com 3 dedos de altura e deixar ferver.
2. Quando ferver, baixar a temperatura e adicionar 1c. sopa de Vinagre de Vinho Branco.
3. Recortar 3 quadrados de película aderente 30 x 30 centímetros e colocar sobre uma tigela.
Untar a pelicula aderente com azeite ou óleo e quebrar um ovo para dentro.
Unir as pontas do quadrado, para que se forme uma trouxinha.
Repetir o processo com todos os ovos.


4. Colocar as trouxinhas na água fervente e mexer delicadamente, fazendo movimentos circulares.
Isso fará com que o ovo fique com um formato mais bonito e redondinho.


5. Passados 3Min., retirar a película aderente com cuidado (esta parte requer muito cuidado para que não se queimem) e deixar o ovo cozinhar por mais 1Min. na água.
6. Com uma escumadeira, transferir o ovo para uma tigela com água fria, assim a gema vai continuar líquida.
Repetir o procedimento com os demais ovos e reservar.
7. Na hora de servir, se quiserem, colocar os ovos na água fervente e deixar aquecer por 30Seg.
8. Aquecer uma frigideira média e deitar um fio de azeite.
Juntar as fatias de Toucinho e dourar dos dois lados.
Reservar.
9. Dourar as fatias de pão, apenas para aquecer.
10. Colocar uma torrada no prato e espalhar um pouco do Molho Holandês.


Por cima, colocar duas fatias do Toucinho, tomate e o Ovo.
Regar com mais molho, salpicar com Pimenta moída, Orégãos ou outra erva aromática a gosto.


11. Servir a seguir, acompanhado de um reconfortante café e um sumo natural de Laranja.






 Sugestões:
Rolinhos de Peixe com molho Holandês

sábado, 14 de outubro de 2017

Molho Holandês...

O Molho Holandês é delicado e refinado e é um acompanhamento obrigatório na culinária epicurista. Os ingredientes que o compõem devem ser frescos e de qualidade. É, idealmente, servido no momento em que está pronto, podendo mantê-lo em banho-maria por até 20Min. após o seu preparo.
Frio, também é bom e é tão cremoso como uma maionese.
Este molho é mais adequado para acompanhar pratos de peixe ou legumes cozidos, contudo já o consumi com carne e gostei. Até mesmo para acompanhar com batatas fritas...


Ingredientes:
Para o Molho Holandês:
4 Gemas
50ml água
100g manteiga, sem sal
1/2 colher de chá de Flor de Sal, SALINAS CORREDOR DO SOL
Pimenta moída, SULDOURO NAVIRES q.b.
Sumo de 1/2 limão
Preparação do Molho:
1. Colocar todos os ingredientes no copo e programar 6Min./70º/Vel.4


2. Retirar e verter para uma molheira ou para um frasco de vidro.



Dica:
Ao Molho Holandês já preparado se adicionarem 100ml de Natas, vão obter o Molho Mousseline.
Ao substituírem o sumo de limão por sumo de toranja, vão obter o Molho Maltês.



Sugestões:
Estes 3 Molhos poderão ser usados com legumes cozidos, pratos de carne ou peixe.
Deverá servir-se morno, mas frio também é perfeito!

Rolinhos de Peixe com Molho Holandês

Fit, Low Carb, Healthy, Sugar Free, Gluten Free... Muffins!

De sabor adocicado e totalmente isento de açúcar refinado, estes Muffins fazem as delícias cá por casa e também por casa de alguns amigos que não resistiram em pedir a receita antes mesmo de eu a publicar.
Para além de ser uma receita versátil e de poderem ser adicionados outros ingredientes, ajustados ao gosto de cada um, a verdade é que têm feito sucesso na minha variante simples.
Fit, Low Carb, Healthy, Sugar Free, Gluten Free... Muffins!
De consistência húmida, sabor delicioso, fácil execução e irresistíveis.
Podem facilmente ir na lancheira dos mais pequenos para a escola, para a pausa do café no trabalho ou simplesmente fazerem parte de um lanche entre amigos.
Experimentem, aposto que vão gostar!


Ingredientes:
(para 12 Muffins)


4 Maçãs Golden, partida em quartos e com casca
4 Ovos
1 Banana, madura
100g de Flocos de Aveia SALUTEM sem Glúten, pulverizada
150g Queijo Quark (podem usar também iogurte natural)
7g de fermento em pó seco, FERMIPAN (ou 1c. chá de fermento em pó para bolos)
Preparação:
1. No copo deitar os flocos de Aveia e pulverizar. 7Seg./Vel.9
2. Adicionar a banana, os ovos, o queijo e as maçãs partidas em quartos.
Programar 30Seg./Vel.5


3. Adicionar o Fermento e envolver 10Seg./Vel.3


4. Em formas de silicone, apenas humedecidas por água, verter o preparado.
Usei uma forma de silicone Tupperware e outra da Loja Espaço Casa.
Ambas são perfeitas e os Muffins ficaram perfeitinhos.


5. Levar ao forno pré-aquecido a 180º/30Min.


6. Retira do forno e deixar arrefecer na totalidade.
Depois de frios, desenformar.




Dicas e Sugestões:
Podem adicionar ainda frutos secos da época (nozes, avelãs, castanhas...)
Passas, Alperces ou Tâmaras...
Raspas de chocolate ou até mesmo colocar pepitas...
Frutos frescos como por exemplo: Mirtilos, Uvas, Cerejas...
Para os mais gulosos, adicionar Mel
Podem substituir a Aveia por outro tipo de Farinha...
Contudo, alerto que a troca de ingredientes ou a adição de outros diferentes, vão alterar a consistência dos mesmos.

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Doce tentação...Cheesecake de frutos vermelhos!

Um mês sem publicações!
Já chega de tanta ausência, se bem que andei sempre por aqui...os de sempre sabem disso!
Nesta pausa, vou-lhe chamar assim... foi bom ver que aqueles que estão porque gostam de estar, ficaram, outros chegaram com os passatempos e depois PUFFF e ainda aqueles que retiram e põem novamente "Gosto" como as ondas do Mar!
Recebi mensagens a perguntarem por onde andava (estive de férias), porque não havia publicações novas e a todas respondi.
Também recebi mensagens de incentivo para voltar (porque confesso que também estava cansada), que já tinham saudades de ler o que costumo escrever, de ver as minhas receitas, mas sobretudo tinham saudades minhas...
Saudades minhas? A sério?
E é para essas que eu hoje volto a publicar...porque também senti SAUDADES vossas.
Das palavras carinhosas, da interação que vamos aqui tendo neste mundo virtual, mas que...nem sei bem explicar... acabamos por encontrar pessoas que passam a ser amigas.
Pessoas que vão deixando as suas opiniões que para mim são importantes, pois só assim, sei a quem vou chegando, a quem toco no coração com um texto que escrevo, com uma receita que lhes/vos relembro a casa da avó, a mesa de almoço/jantar com a família reunida, o sabor "tal e qual", mas também receitas novas e diferentes.
Gosto quando me escrevem um email a pedir sugestões, adoro quando ficam felizes ao saber que eu, afinal sou...apenas eu e tal como muitas/os de vós, alguém que gosta de cozinhar para a família!
A que responde quando lhe perguntam, a que retribui quando oferecem, aquela que é incapaz de deixar alguém sem resposta e que também diz que não sabe, mas que gostaria de saber quando perguntam algo que não sabe.
Pronto, este Blog é meu para vós e para mim, não é um Blog candidato a Blog do Ano (nem quero seja!), mas é o meu/vosso e eu gosto!
Sem obrigações de publicações diárias, semanais para aumentar os Likes do Facebook (somos mais de 9.350) ou os seguidores no Blogspot, muito menos para ocupar os primeiros lugares do ranking Blogs de Portugal.
Estou aqui, na Blogosfera, para me divertir, aprender e partilhar o que vou fazendo na minha cozinha, sem stresses!
E agora, digam lá:
Cheeeseee, Cheesecake! ;)


Ingredientes:
150g de Corn Flakes com Frutos Vermelhos
60g margarina
2 iogurtes naturais
2 folhas de gelatina
100g açúcar 
250g Queijo para barrar
1c. chá de sumo de Limão
Para a cobertura:
Redução de Frutos Vermelhos (usei Morangos e Framboesas) com Vinho do Porto
Preparação:
1.  Colocar as folhas de gelatina numa taça com água para hidratar.
Reservar.
2. No copo deitar os Corn Flakes e programar 5Seg./Vel.6
Adicionar a manteiga.
Programar 30Seg/Vel.5
3. Numa forma de fundo amovível nº 14, deitar o preparado e calcar com a ajuda de uma colher.
Levar ao forno cerca de 8Min./180º
Retirar e reservar.
4. No copo da Bimby, sem lavar, deitar os iogurtes e o açúcar.
Programar 2Min./70º/Vel.2
5. Adicionar as folhas de gelatina escorridas.
15Seg./Vel.3
6. Adicionar o Queijo e o sumo de Limão. Programar 25Seg./Vel.4
Verter o preparado na base de bolacha e levar ao frigorífico durante 3H ou até solidificar.
Cobertura:
Usei cerca de 150g de Frutos Vermelhos (Morangos e Framboesas) aos quais adicionei 2c. sopa de açúcar rasas e um cálice de Vinho do Porto.
Deixei ferver até que os sucos ficassem reduzidos (mais espesso).
Depois de morno, verti sobre o Cheesecake e servi...





Obrigada, por estarem aqui!
Beijinhos,
Cristina

sábado, 26 de agosto de 2017

Tarte de Figos e Noz...

Aqueles dias em que decido dar asas à imaginação, testar receita nova, até porque os ingredientes necessários estão todos ali na despensa. Mãos à obra!
Tens na bancada os ingredientes, o fogão e a Bimby já estão a trabalhar e a campainha toca, vais abrir a porta, recebes os primos que não estavas à espera, a hora do lanche a aproximar-se...e no meio da alegria de os rever, entre abraços e beijinhos, a Tarte está ali, meia feita - meia por fazer!
Os primos ficam contentes por me ver em ação, fazem perguntas, eu respondo. Recordamos outros tempos em que juntos questionávamos a minha Avó com as receitas dela e por incrível que pareça...estou eu agora a reproduzir o papel dela e eles ali comigo.
Que SAUDADES! Esta vida, de facto é um ciclo... e eu sinto-a ali, connosco... os olhos inundam-se de lágrimas e há um silêncio na cozinha.
Todos sabemos o que estamos a pensar e sentir. Não dissemos uma única palavra e surge o abraço entre todos. LINDO!
A Tarte vai para o forno, continuamos na converseta, tiro-a do forno e ali fica no centro da mesa a arrefecer, a pedir para ser cortada para o lanche e no meu pensamento...
"Ó pá, já não vou tirar as fotos que queria e a receita? Tenho que fazer esta publicação! A sério? A Tarte vai desaparecer..."Pensamento de Blogger!!!"
Não desapareceu, mas quase...sobraram apenas estas fatias para vos contar a história. Contudo, fica a promessa que numa próxima, tirarei fotos dela inteira!
Mesmo assim, fiquei feliz, não só por registar as fatias, mas também por partilhar com eles e convosco.
Os primos adoraram a minha Tarte, levaram a receita, foram felizes e eu também fiquei.
É simplesmente deliciosa.
Os Figos...a minha perdição de Verão.
Como até não poder mais, mesmo assim, esforcei-me por conseguir guardar alguns, especialmente para esta receita.
Adoro!
Os Figos e as Nozes...uma combinação maravilhosa!


Ingredientes:
150g Nozes
12 Figos Pingo de Mel, maduros
5 Ovos
200g Açúcar
100ml Água
1 base de Massa Folhada
Nozes e Figos para decorar
Açúcar em pó para polvilhar
Preparação:
1. Num tacho, deitar a água e o açúcar.
Levar ao lume e assim que começar a ferver, baixar um pouco a temperatura.
Deixar atingir o ponto de fio. Cerca de 8-10Min. depois de começar a ferver.
Assim que atingir o ponto desejado, retirar imediatamente do lume, deitar a calda de açúcar num recipiente e deixar arrefecer durante 5Min., mexendo de vez em quando.
( Na Bimby, programar 8Min./Varoma/Vel.2)
Reservar.
2. No copo da Bimby, deitar as Nozes.
Programar 10Seg./Vel.7
3. Adicionar a polpa dos Figos e os ovos.
Programar 15Seg./Vel.5
4. Verter este preparado na calda de açúcar e misturar.
5. Forrar uma tarteira de fundo amovível com a base de massa folhada.
Picar com um garfo e verter o preparado da tarte.
6. Levar ao forno pré-aquecido a 180º/ até dourar.
Cerca de 25Min.
7. Retirar do forno, deixar arrefecer.
Polvilhar com o açúcar em pó, decorar com Figos e Nozes.