Blogue Patrocinado Por

Blogue Patrocinado Por

quinta-feira, 23 de março de 2017

Angel Cake... o Bolo dos Anjos!

Angel Cake... o bolo dos Anjos!
Confesso que criei uma expetativa elevada quanto a este bolo, li e já reli inúmeros textos com receitas acerca dele e sempre me transmitiram as melhores impressões.
Certo dia, com claras reservadas na quantidade certa, decidi por em prática uma dessas receitas, mas antes vi várias versões, mas apenas duas me cativaram: ESTA e ESTA , também decidi procurar um tutorial em vídeo e encontrei ESTE .
Na minha bancada, coloquei os ingredientes, optei por usar a batedeira, tal como me era sugerido.
Usei a minha nova forma da Metalúrgica Bakeware Production, SA, própria para o efeito e... confesso que o resultado não foi o esperado!
Comeu-se...mas não foi um bolo que fosse ao encontro daquilo que eu expectei.
Contudo, como nem todos somos iguais deixo aqui a minha experiência para que também possam experimentar e dizer de vossa justiça.
Um dia que se volte a proporcionar, voltarei a fazer, mas com as minhas devidas alterações, pois uma das coisas que certamente alterarei será a quantidade de açúcar sugerida... muito doce para mim.


Ingredientes:
12 claras 
300g de açúcar (demasiado, na minha opinião)
150g de farinha T55
1c. chá de fermento para bolos
1c. chá de cremor tártaro (substituí por sumo de limão)
1 limão (raspa)
1 pitada de sal
Preparação:
1. Pré- aquecer o forno a 170º.
2. Numa taça, bater as claras juntamente com a pitada de sal.
Quando as claras começarem a levantar, adicionar dois terços do açúcar e o cremor tártaro (sumo de limão) e continuar a bater até obter um merengue.


3. Peneirar o restante açúcar juntamente com a farinha e a raspa da casca do limão às claras e misturar, com a ajuda de uma espátula, muito cuidadosamente, de forma a que não fiquem visíveis grumos de farinha.



4. Verter o preparado numa forma com chaminé, anti-aderente, sem untar.Alisar a superfície de forma uniforme com a ajuda de uma espátula.
Se não tiverem a forma própria, poderão usar uma forma normal de chaminé.



Levar ao forno durante 30Min., até ficar dourado no topo.


5. Retirar do forno e, dar a volta para cima de um prato, onde irá desenformar, de modo a impedir que o bolo toque na superfície para fazer circular o ar.
Aqui, deveria ter acontecido isto:
"Não se preocupe, ele não vai cair!
Depois de completamente frio, passe uma faca ou espátula fina ao redor do bolo e do canudo para o descolar."
Mas, ele caiu de imediato: PLUFF e abateu ligeiramente!
Fez-me lembrar as minhas primeiras tentativas de Molotoff...


 

sábado, 18 de março de 2017

Blue Velvet...

Esta semana decidi por em prática uma receita que já andava para testar há um tempinho... e aproveitando que amanhã se celebra o Dia do Pai, pareceu-me a altura ideal.
É mais usual encontrarmos a versão de Red Velvet, mas porque não modificar-lhe a cor, não é verdade? É uma questão de gosto mesmo... 
Bem cedinho, decidi experimentar.
O sabor delicioso, não muito doce, fofinho e a cor, bem... a cor não ficou bem bem aquilo que eu imaginei, mas que era azul, era...assim numa versão turquesa. Talvez devido ao facto de ter usado corante líquido e não em gel, também usei chocolate em pó e não cacau.
O importante mesmo é que ficaram lindos e estavam bons de sabor.
Desapareceram rapidinho, portanto será uma receita a repetir...novamente HOJE!
Desejo um excelente Dia do Pai a todos os pais que seguem aqui o Simply, e em especial para o meu...
ADORO-TE PAI!


Ingredientes:
100g Açúcar
80g manteiga
3 claras
140g farinha T55
1c. chá de fermento para bolos
1c. sobremesa de vinagre de Vinho branco
1c. café bicarbonato de sódio
1c. chá de água
80ml de leite
Sumo de 1 Limão
Corante alimentar Azul (usei líquido)
1c. sobremesa de chocolate em pó (podem usar cacau)
Preparação:
1. Numa chávena deitar o leite e o sumo de Limão.
Misturar bem e deixar repousar 10Min.
2. Numa taça (não usei a Bimby!) deitar a manteiga e o açúcar.
Em velocidade média, misturar até ficar um creme homogéneo.


3. Adicionar as claras e envolver cerca de 3Min.
4. Numa tacinha misturar o corante com a água.
5. Adicionar ao preparado das claras.
Envolver até que a cor seja azul.
Ajustar ao tom pretendido.


6. Adicionar a farinha, o fermento e numa velocidade baixa, envolver na totalidade.


7. Por último, misturar numa tacinha o vinagre e o bicarbonato de sódio.
Assim que efervescer, deitar no preparado e envolver bem.
8. Num tabuleito para Cupcakes da Metalúrgica Bakeware Production, S.A, forrar com formas de papel.
Deitar o preparado até 1/3 da sua capacidade.


9. Levar ao forno pré-aquecido a 180º durante 12Min.
Retirar do forno, desenformar.
Deixar arrefecer na totalidade.


Como cobertura usei Glacê:
Ingredientes:
200g açúcar em pó
1 clara
1c. sobremesa de sumo de limão
Preparação:
1. Adicionar todos os ingredientes numa taça e bater em velocidade máxima durante 2Min.
Deita no topo dos Cupcakes já frios e deixar secar 2h ou comer logo...






Poderão fazer esta mesma receita em versão bolo.
Sugiro usar uma forma nº 18.

sexta-feira, 10 de março de 2017

Risotto de Alho Francês e Bacalhau...

Muitas vezes, fazemos refeições das quais resultam sobras, mas as sobras não podem desperdiçar-se, isso é que não!
Num destes dias, fiz bacalhau com todos e sobraram umas postas.
Poderia ter feito um Bacalhau com natas, umas Pataniscas do mar, contudo decidi-me por um delicioso Risotto.
Muito apreciado cá em casa  e ao mesmo tempo versátil, o Risotto é basicamente um prato feito com arroz e um bom caldo.
Para além da versatilidade, é fácil de fazer, o que o tornou um prato apreciado em todo o mundo, desde a mais simples cozinha ao mais refinado restaurante.
Se ainda não prepararam um belo Risotto, esta é a oportunidade perfeita.
Nada melhor do que um prato que, além de delicioso, aquece a alma nos dias de frio, se bem que a Primavera já anda por aí a dar o ar de sua graça.


Ingredientes:
1 cebola
1 Alho- francês
25g azeite
80g vinho branco 
1 caldo de legumes
750ml água
240g arroz para Risotto 
40g queijo parmesão, ralado
Bacalhau cozido em lascas
Salsa q.b.
Preparação:
1. Colocar no copo o azeite, a cebola e o alho-francês.
7Seg./Vel.4/Inversa
Programar, de seguida, 5Min./100º/Vel.Colher
 
 
2. Adicionar o arroz. Programar 3Min./100º/Inversa/Vel.1
 
 
3. Adicionar o vinho, o caldo de legumes.
5Min./100º/Inversa/Vel.1
 

4. Adicionar a água, envolver com a espátula e programar 8Min./100º/Inversa/Vel. Colher 
 
 
Retirar a tampa e com a ajuda da espátula envolver para soltar o arroz do fundo.
Adicionar as lascas do bacalhau.
De seguida, programar 8Min./100º/Inversa/Vel. Colher.
Retificar temperos, adicionar o queijo ralado.
Programar 2Min./100º/Inversa/Vel. Colher . 
Deixar descansar dentro do copo tapado cerca de 2Min. e servir de seguida, polvilhado com salsa.
 
 

quinta-feira, 9 de março de 2017

Pão de Cevada, Chicória e Centeio...

Há quem o amaldiçoe, eu é que não! Sabiam que uma alimentação equilibrada deveria incluir dois pães por dia?
Contudo, deve-se fazer uma escolha de acordo com as necessidades do nosso organismo.
O Pão.
Seja qual for o seu aspeto ou o cereal principal, ele é o nosso alimento historicamente mais relevante. Tão relevante que ainda hoje tem um estatuto (muito) merecido e está presente sempre à nossa mesa.
O Pão...NOSSO!
Água, farinha e sal, são os ingredientes base de qualquer pão.
Mas o que explica uma variedade tão vasta?
As farinhas escolhidas, as dosagens e a inclusão de outros ingredientes como o malte ou leite, as sementes, as gorduras...
Enfim, uma lista...sem fim!
Esta é mais uma nova receita com aroma, textura, aparência e sabor únicos!

Ingredientes:
Para o Isco de levedura:
1c. sopa bem cheia de farinha de Trigo integral T150
75ml água morna
1saqueta 7g Fermento seco FERMIPAN
1c. chá de açúcar amarelo
Para a massa:
420g de farinha Trigo integral T150 
80g Bolero NESTLÉ (Mistura solúvel de Cevada, Chicória e Centeio)
1c. chá de Sal
300ml água quente
Preparação:
1. Deitar numa chávena os ingredientes do Isco de levedura.
Envolver muito bem e deixar repousar cerca de 20Min.


2. Entretanto num recipiente, deitar a água quente e o Bolero.
Misturar e deixar arrefecer à temperatura ambiente.

3. Depois do isco estar espumoso, adicionar à mistura solúvel de Bolero.
Misturar.

4. Adicionar a farinha e envolver.

5. Por fim, adicionar o sal.
Envolver.
Polvilhar com farinha, tapar o recipiente com um pano de algodão húmido.
Reservar dentro do forno DESLIGADO e deixar levedar até que dobre de volume.
6. Depois de levedado, envolver novamente para que a massa agora levedada, volte ao seu estado normal.

Polvilhar a bancada onde vão trabalhar a massa com farinha.
Não adicionem muita mais farinha, usei T55, só o suficiente para a massa não ficar presa na bancada.
Dividir a massa em 2 partes.

Sovar/amassar ligeiramente cada uma das bolas.
Dar a forma que pretendemos, coloquem no tabuleiro que irá ao forno, polvilhado com farinha.
Se preferirem também podem, passar o pão por sementes (usei de Girassol) a gosto.
Num, coloquei à superfície: rolei a massa do pão e as sementes aderiram à massa.

No outro, coloquei na massa, dobrei a mesma e as sementes ficaram no interior.


Deixem a massa descansar 30Min.
Pré-aquecer o forno a 210º/ Ventilado (se tiverem esta opção)
Após a cozedura, retirei do forno e deixei repousar 10Min. numa grelha, antes de cortar...